3 de abril de 2014

Brasileiro de IPSC é aberto oficialmente em Juiz de Fora

Brasileiro de IPSC é aberto oficialmente em Juiz de Fora - Tiro Prático - Foto: Facebook/ CBTP
Está aberto oficialmente o Campeonato Brasileiro de IPSC 2014. Entre os dias 28 e 30 de março, foi disputada a Etapa Sudeste, a primeira de seis etapas do Brasileiro de IPSC em 2014. Atletas de todo o Brasil estiveram presentes no evento realizado no Clube de Tiro, Caça e Pesca de Juiz de Fora, na Zona da Mata, sul de Minas Gerais.

A recepção dos anfitriões da prova foi muito elogiada, assim como a organização e o clube. Na parte técnica, alguns atletas sofreram com repetições, exigência física e até falta de segurança, como comentou o atual campeão mundial Standard Senior, Lucimar Domingues:

- O espaço físico do estande do clube é muito bom. Como sempre, os anfitriões foram muito acolhedores. Talvez a forma com que as pistas foram montadas tenha contribuído para a expressiva quantidade de desqualificações, que foram 15 no total. Não me lembro de tantos DQ’s em qualquer outra competição.


Horácio Cariello, atual campeão brasileiro Senior da divisão Open, falou do alto nível técnico da prova e da exigência física das pistas:

- Os estágios foram elaborados para que o atleta fosse obrigado a atirar muito próximo da quebra de ângulo. Em muitas pistas, o atirador teve que correr de costas, fazendo com que a segurança fosse colocada em xeque.

Presidente do Clube de Tiro de Juiz de Fora, Ricardo Januzzi comentou sobre as dificuldades de gerenciamento devido ao tamanho do evento:

- É uma prova de grandes proporções e imprevistos sempre ocorrem, mas o pessoal da organização lidou bem com eles e tudo correu bem.

Desde o início de 2014, algumas modificações foram instituídas nas regras de cálculo do Campeonato Brasileiro de IPSC e do Ranking da CBTP. Elas começaram a valer a partir desta primeira etapa, como explicou o presidente da Federação Brasileira de Tiro Prático (CBTP), Demétrius Oliveira:

- Serão consideradas para o ranking apenas as seis etapas do Brasileiro de IPSC, que fazem parte do calendário oficial da confederação e são abertas a todas as federações. Apenas as quatro melhores pontuações obtidas nas seis etapas serão somadas, sendo que a última tem peso duplo. Caso o atleta falte a uma dessas etapas, a nota dele é zerada naquela prova. As pontuações totais serão usadas para a premiação de classes das divisões e para a formação das equipes brasileiras do ano seguinte. Vale lembrar que esses times irão competir no Panamericano 2015, que será disputado no Brasil.

Resultados

O pódio da divisão Open terminou com as posições semelhantes às do Ranking de 2013. João Carlos Stevenson (SP) foi o primeiro no overall, Ildeu Heller (MG) foi o segundo e o campeão Junior da prova, Márcio Gabriel (AM), foi o terceiro. Josias Lucena (MA), em 16º, e Tamara Auler, em 20ª, foram os campeões Super Senior e Lady, respectivamente. Horácio Cariello (RJ), que terminou em 11º e foi o melhor da categoria Senior, comentou seu resultado:

- Embora tendo ganhado a Open Senior, não considero bom o meu resultado, por ter terminado mal no geral. É normal pelo fato de eu não estar treinando, mas espero pelo menos conseguir cuidar da parte física e assim aprimorar meus deslocamentos, fazendo com que os próximos resultados sejam melhores – avaliou.

Na Standard, Jaime Saldanha Jr (SP) mais uma vez não teve dificuldades para vencer. O paulista foi o primeiro lugar da divisão, seguido dos atletas da categoria Senior, Lucimar Domingues (GO), com 84,23%, e Nilton Fior (PR), com 83,34%. Gabriel Barbosa (SP) foi o campeão da categoria júnior com o oitavo lugar no geral. José Carloto (MT), da Super Senior, e Caroline Faci (SP), da Lady, terminaram no 24º e no 27º lugares, respectivamente, sendo os melhores de suas categorias.

Campeão Senior e vice-campeão no overall da Standard, Lucimar Domingues falou sobre as adversidades na prova e sobre seu resultado:

- Competi nessa prova com fortes dores provocadas por uma distensão muscular nas costas. Isso atrapalhou um pouco, tendo em vista que a maioria das pistas era de muita movimentação e exigia muito esforço físico do competidor. Fiquei muito contente com o meu resultado ao final da prova – comemorou.

Membro da Equipe GR – Junior Top Team, Gabriel Barbosa avaliou seu treinamento antes da prova e falou das expectativas de resultado no Campeonato Brasileiro de IPSC deste ano:

- Dessa vez, o que contribuiu para meu resultado foi o treinamento que fiz durante três dias antes do campeonato. Mesmo assim, ainda estou com deficiência na troca de carregador e isso fez com que eu perdesse tempo em algumas pistas. Minha expectativa para o ano de 2014 é evoluir cada vez mais e terminar o campeonato entre os quatro primeiros da Standard.

Sempre muito disputada nas primeiras colocações, a Production também não teve surpresas no pódio. Allison Vericio (MG), atirando em casa, foi o campeão da divisão. O mineiro foi seguido de perto por Felipe Sarkis (DF) e Luis Henrique Ishihara (DF), com 98,30% e 96,99%, respectivamente. Akira Yamaguchi (SC), também membro da Equipe GR – Junior Top Team, terminou em quinto no overall e faturou sua categoria. Carlos Eduardo Bicalho (DF) em sexto, foi o melhor Senior. Na categoria Lady, Fernanda Barauna (SP) foi a campeã.

- Meu resultado nesta prova foi consequência do treinamento em academia e treinamento “em seco” [sem munição]. Fiquei quatro meses sem CR [certificado de registro], portanto, sem poder treinar no estande. Não gosto de manter expectativas de resultado em competições, mas espero que este Brasileiro seja um excelente treino para o Mundial. O resultado deste ano determinará a equipe brasileira que competirá no ano que vem – analisou Carlos Eduardo Bicalho, campeão Senior da Production.

Vice-campeão brasileiro em 2013, Moacir Azevedo (PR) sagrou-se o vencedor da Revolver nesta etapa. Wagner Almeida (MG), campeão em 2013, foi o segundo colocado. Daniel Polverini (MG) fechou o pódio. Em quarto, João Garcia (MG) foi o melhor na categoria Senior.

Campeão da etapa e treinando para o Mundial, Moacir Azevedo almeja o título da divisão e a conquista da vaga no time brasileiro em 2015:

- O que me ajudou para este resultado foi o fato de que estou começando meus treinamentos visando o Mundial. Minha expectativa é conquistar o campeonato brasileiro e a vaga para o Panamericano. É claro que sei que não será fácil, pois estamos com atletas muito bons na divisão Revolver.

E por fim, estreando no ranking da divisão Classic, Marcus Mirandola (SP) faturou o título da etapa. André Pfeiffer (PR) foi o segundo e Claudio Mano (MG), campeão da Senior, foi o terceiro.

Fonte: Guga Ribas

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...