30 de março de 2014

Sorte e alto desempenho deram a Campriani (Itália) o ouro na Carabina 3 Posições em Fort Benning

Sorte e alto desempenho deram a Campriani (Itália) o ouro na Carabina 3 Posições em Fort Benning - Tiro Esportivo - Foto: Reprodução/ ISSF
O campeão olímpico 2012 Niccolò Campriani venceu hoje a Carabina 3 Posições na 1ª etapa da Copa do Mundo ISSF de Carabina e Pistola que acontece em Fort Benning, EUA. O atirador italiano começou a final com uma excelente série na posição de joelhos, movendo-se, em seguida, para o topo do placar durante a série na posição de pé, terminando na liderança com uma pontuação total de 453,4 pontos.

Um 8,0 de tirar o fôlego no último tiro não o impediu. Campriani havia construído uma vantagem consistente durante toda a disputa por medalha, e sua pontuação final ainda era o suficiente para conquistar o ouro sobre Kang Hongwei (China), que fechou a prova em segundo lugar, com um total de 453,0 pontos. Com 443,1 pontos, a medalha de bronze foi para Nazar Louginets (Rússia), que havia vencido a Carabina de Ar há apenas dois dias.



Bruno Heck, o melhor brasileiro na prova, fez 1165 pontos e ficou a apenas 1 ponto da possibilidade disputar a final. Há pouco mais de 10 dias, Bruno fez 1166 pontos na qualificação da mesma prova nos Jogos Sul-Americanos no Chile, quebrando o recorde da prova. Faltou pouco para reproduzir o resultado, mas o excelente de desempenho na prova o deixou em 11º lugar, bem perto dos finalistas.

Leonardo Moreira e Cassio Rippel terminaram em 23º (1158) e 36º (1149) lugar respectivamente. Na terça-feira, os três atletas ainda disputam a Carabina Deitado.

"Foi sorte", admitiu Campriani após a cerimônia de entrega das medalhas. Se Kang Hongwei não tivesse disparado um decepcionante 9,4 pontos no último tiro, a classificação final poderia ter mudado drasticamente.

"Estou surpreso que não fiz outro 8 durante a final. Estava me mexendo muito durante a disputa. Eu não sou um atirador rápido; preciso de um tempo para me acalmar e encontrar a posição".

"Honestamente, esta medalha veio inesperadamente. A equipe italiana não veio disputar esta competição. Petra [Zublasing] e eu estávamos aqui nos EUA por termos sido convidados à Casa Branca pelo presidente Obama, juntamente com nossos colegas da equipe de Carabina da West Virginia University algumas semanas atrás. Então decidimos ficar e competir. Foi uma boa decisão", Campriani explicou.

O atirador italiano fechou a temporada 2013 da melhor maneira possível, ao vencer a final da Copa do Mundo, e começou uma nova temporada no topo do pódio mais uma vez.

Classificado como número 1 do mundo, Campriani é o homem a ser batido. Mas isso é uma vantagem? Estar na liderança adiciona uma pressão extra para o jogo? "Eu preciso gostar do que estou fazendo. Eu sou um atirador profissional, agora. Isso é algo novo, e eu ainda tenho que me acostumar com isso", o italiano.

"Meu desejo para a temporada 2014 é sorrir um pouco mais. O Tiro Esportivo só funciona se você está se divertindo ao fazê-lo. Eu costumava fazer, e quero recuperar esse estado de espírito".

"Vou tentar o meu melhor para estar pronto para o Campeonato Mundial. Essa é a competição mais importante do ano, uma vez que irá atribuir vagas olímpicas para Rio 2016. Eu não quero falar sobre os resultados. Só quero atirar bem e me divertir", concluiu.

Podem "diversão" e "alto desempenho" se dar bem? É essa a fórmula italiana para o sucesso? Campriani pensa assim e ele não precisa provar isso: existem duas medalhas olímpicas brilhando em sua vitrine de troféus.

O próximo Campeonato Mundial está chegando. A cerimônia de abertura está programada para acontecer em Granada, Espanha, no dia 7 de setembro. Campriani ainda tem cinco meses para refinar sua fórmula.

Fonte: ISSF (traduzido e adaptado)

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...