24 de janeiro de 2014

Federação Internacional visita o CNTE e exige adequações nos estantes para 2016

Representantes da CBTE, da ISSF e da equipe Rio 2016 se reúnem para discutir adaptações no Centro Nacional de Tiro Esportivo - Foto: Divulgação/CBTE
Na última semana, entre os dias 15 e 17, a diretoria da Federação Internacional de Tiro Esportivo (ISSF) esteve no Brasil para uma reunião com a equipe do Rio 2016 e acertar várias ações para os Jogos Olímpicos. Um dia inteiro foi separado para a visita ao Centro Nacional de Tiro Esportivo (CNTE) e para discussão os projetos de adequação dos estandes para as provas da modalidade.

As maiores exigências da ISSF foram o aumento da capacidade de espectadores e a conclusão do Estande de Finais, que deve possuir área mínima de 1.250 metros quadrados. Alguns itens deverão ainda ser avaliados, como uma possível substituição do atual sistema de alvos eletrônicos e das máquinas de lançamento de pratos, que em 2016 completam 10 anos de instaladas. Após finalizar projeto, CBTE precisa submetê-lo à aprovação final da ISSF antes de programar o início das obras.


Estiveram presentes o Cel. Cerqueira Lima e o Cel. Correa, representando o Rio 2016, o Diretor Técnico Ricardo Brenck e o Coordenador Técnico Cel. Andreatta, ambos da CBTE, e o Gerente do CNTE Cel. Luciano Parreira.

No dia 22, o presidente do Comitê Olímpico Internacional, Thomas Bach, afirmou em entrevista coletiva na sede do comitê organizador dos Jogos que o Complexo Esportivo de Deodoro, sede de 9 modalidades e onde está localizado o CNTE, é o que mais preocupa.

-- Não temos nenhum dia a perder. Em Deodoro, por exemplo, deve ser feito todo o esforço para que fique pronto a tempo. Mas o governo sabe disso, o que me deixa confiante.

O CNTE é uma das maiores instalações do legado dos Jogos Pan-Americanos Rio 2007 e recebe cerca 80 competições locais e internacionais de tiro anualmente. É usado diariamente pela CBTE como local de treinamento. Em 2016, deve receber cerca de 390 atletas para os Jogos Olímpicos e 140 para os Jogos Paralímpicos, além de 80 oficiais técnicos nacionais e internacionais.

Fonte: CBTE e R7 (com adaptações)

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...