7 de julho de 2013

Stephane Clamens conquista o ouro na Fossa Olímpica em Granada superando os favoritos da casa

Stephane Clamens - França - Fossa Olímpica - Copa do Mundo de Tiro Esportivo 2013

O atirador de 43 anos venceu a Fossa Olímpica ontem, apesar do vento, batendo o atirador da casa Fernandez por um prato. O instrutor de vela de Mentone, na França, ama o campo de tiro de Granada e está ansioso para o Campeonato Mundial de 2014


O vento pode ser bom. O vento pode ser ruim. Stephane Clamens, o vencedor da Fossa Olímpica sabe disso muito bem. O atirador francês vem de Mentone, uma cidade na Cote d'Azur, na costa francesa. Lá, ele trabalha como instrutor de vela. Sem surpresas, então, quando ele diz: "Eu sei como lidar com o vento". Foi o que o ajudou a vencer a final de ontem em Granada, Espanha, quando o vento afetou os alvos, tanto durante a qualificação quanto na disputa pela medalha.

Clamens chegou à semi-final da prova com 123 acertos, depois de passar por um shoot-off contra sete atiradores após a qualificação. Em seguida, ele quebrou 13 pratos na semi-final e teve que passar por outro shoot-off de acesso à disputa pela medalha de ouro. Clamens venceu o shoot-off e encontrou o atirador casa Alberto Fernandez no duelo pela medalha  dourada. Apesar do vento, Clamens acertou 13 pratos e subiu no topo do pódio, batendo o campeão mundial de 2010 Fernandez, que quebrou 12 pratos e terminou em segundo.

"Esta é uma grande satisfação para mim. Não foi fácil atirar com este vento. Mas eu estou meio acostumado com isso", disse Clamens. "Eu vim aqui com os Jogos do Mediterrâneo em mente. Eu não me apresentei no meu melhor lá. Eu fiz 21 acertos na minha última série, perdendo a chance de disputar medalhas. Então, quando cheguei aqui, eu tentei focar, concentrar, construir alguma confiança, e funcionou!", explicou o vencedor.

A medalha de bronze foi para o campeão olímpico de 2004 Alexey Alipov, da Rússia, que terminou no pódio batendo o segundo finalista espanhol Jesus Seranno na disputa pela medalha de bronze por 14 a 13. Derek Burnett, da Irlanda, acabou em quinto lugar, com 12 acertos na semi-final, perdendo suas chances de medalha em um shoot-off contra Serrano. Estreando em finais, Casey Wallace, dos EUA, fechou a final em sexto e último lugar, com 11 sucessos na semi-final.

Rodrigo Bastos, Eduardo Rucian Correa e Guilherme Maurina, os brasileiros na prova, terminaram em 32º, 49º e 68º, com 120, 119 e 116 pratos quebrados, respectivamente.

"Sim, foi uma prova difícil", comentou o medalhista de ouro. "As condições podem ser difíceis aqui em Granada. Mas eu gosto disso. Eu gosto deste campo de tiro: da última vez que estive aqui, ganhei uma medalha de prata (no Campeonato Europeu de 2007). Estou ansioso para o próximo", concluiu.

E "o próximo" será em 2014, no Campeonato Mundial ISSF a ser realizado em Granada, onde Clamens vai tentar garantir um título que ainda está faltando em sua vitrine de medalhas. Ventando ou não.

Fonte: ISSF (traduzido e adaptado)

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...