29 de maio de 2013

Um décimo de ponto foi o suficiente para o estreante francês vencer a Carabina Deitado em Munique

Mickael D'Halluin - França - Carabina Deitado - Copa do Mundo ISSF de Carabina e Pistola 2013 - Tiro Esportivo

A última prova da terça-feira foi decidida nos décimos. A disputa foi vencida pelo mais jovem finalista de hoje com apenas 0,1 ponto de diferença para o segundo colocado depois de um duelo de tirar o fôlego.


Finalista mais jovem de hoje, Mickael D'Halluin, 22, da França, fez sua estréia na Carabina Deitado. E que estreia! O atirador francês imediatamente subiu no placar, cravando uma série de ótimas tiros, como um 10,9 em seu tiro 14.


D'Halluin lutou tiro após tiro contra Thomas Mathis, da Áustria, 23 anos de idade. Os dois trocaram de posições no topo do painel várias vezes durante a prova.

Os dois jovens atletas duelaram quase empatados até o último tiro. A pressão era grande, mas D'Halluin conseguiu uma pequena margem sobre seu adversário ao longo dos últimos quatro tiro. Apenas alguns décimos. Não muito, mas suficiente para ganhar a prova com uma diferença de 0,1 ponto, apesar de fechar a disputa com um arrepiante 9,9.

Thomas Mathis não se aproveitou do erro do adversário: fechou a prova com um 10, garantinto a medalha de prata com 207,2 pontos, embolsando sua primeira medalha em Copa do Mundo ISSF.

A medalha de bronze foi para o campeão da temporada 2012 da Copa do Mundo ISSF, o medalhista olímpico de bronze Rajmond Debevec, da Eslovénia, 50 anos. O experiente atirador chegou à final em último lugar, com uma pontuação de 622,2 pontos, mas começou a subir no placar disparando grandes tiros. Debevec acabou em terceiro lugar, com uma pontuação final de 186,2 pontos.

Marco De Nicolo, da Itália, de 36 anos, terminou a apenas 0,6 ponto longe do pódio. De Nicolo geralmente atira melhor em casa, em Milão, Itália, onde ganhou três medalhas de Copa do Mundo ISSF desde 2001. O atirador italiano também sabe atirar em Munique, tendo conquistado aqui uma medalha de prata no ano passado. Desta vez ele não conseguiu repetir o desempenho, fechando a prova em quarto lugar, com 164,3 pontos.

Ainda mais frustrante foi o resultado final de Choi Young Jeon, da Coréia do Sul, de 32 anos, que classificou em primeiro lugar com 625,9 pontos. O atirador coreano nunca havia participado de uma final de etapa da Copa do Mundo ISSF fora do seu país antes. Pagando pela sua falta de experiência, Choi foi o primeiro a ser eliminado, após o oitavo tiro, ficando em oitavo lugar com 81,2 pontos.

Por outro lado, um dos atiradores de carabina mais experientes do mundo, o cinco vezes atleta olímpico Nemanja Mirosavljev, da Sérvia, 43 anos, acabou deixando a disputa após o décimo tiro com uma pontuação final de 102,4 pontos, perdendo o atleta alemão Maik Eckhardt por 0,1 ponto. Atirando diante de sua torcida, Maik Eckhardt, de 42 anos, foi eliminado dois tiros depois, com 122,7 pontos.

Outro atleta alemão, Henri Junghaenel, 25, ficou com o quinto lugar. Junghaenel tem sido um dos atiradores de Carabina Deitado mais consistentes este ano. O jovem atleta, que está vivendo atualmente nos EUA e estudava na Universidade de Kentucky, venceu a primeira etapa da Copa do Mundo ISSF do ano em Changwon, Coréia do Sul, e, em seguida, chegou à final da segunda etapa em Fort Benning, EUA, onde ficou em sexto. O atirador da casa saiu da prova com 144,0 pontos.

Cassio Rippel, do Brasil, terminou a prova em 13º lugar com 621,1 pontos, a 1,1 ponto de  uma possível classificação para a final. Na etapa passada, em Fort Benning, Cassio atirou com muita consistência, indo para a final e ficando em 5º lugar. Os outros dois brasileiros na prova, Bruno Lion Heck e Leonardo Moreira, ficaram em 28º e 61º com 618,5 e 610,5 respectivamente.

Cassio e Bruno estarão disputando hoje a Carabina 3 Posições a partir das 3h45 pelo horário de Brasília.

Fonte: ISSF (traduzido e adaptado)

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...