30 de maio de 2013

Na Carabina 3 Posições, Mirosavljev garante seu 1º ouro em uma etapa da Copa do Mundo após 20 anos

Nemanja Mirosavljev - Sérvia - Carabina 3 Posições - Copa do Mundo ISSF de Carabina e Pistola 2013 - Tiro Esportivo

O atleta sérvio nunca havia vencido a Carabina 3 Posições em uma etapa de Copa do Mundo antes. Ontem ele conseguiu, depois de derrotar as difíceis condições meteorológicas durante as qualificações.


O atleta da Sérvia chegou a vencer a final da Copa do Mundo em 1995, antes da extinção da Iugoslávia, mas nunca havia vencido uma etapa da Copa do Mundo. E depois de 20 anos póximo dessa conquista, Nemanja Mirosavljev, 43 anos, da Sérvia, estava realmente interessado em pisar no topo do pódio. Finalmente ele conseguiu aqui em Munique. E o fez depois de derrotar condições meteorológicas adversas durante as qualificações e grandes oponentes na final.


"Finalmente eu consegui o ouro! Tenho conquistado todo tipo de medalhas. Conquistei uma final de Copa de Mundo. Mas eu nunca pisei no degrau mais alto do pódio em uma etapa de Copa do Mundo. Agora foi a minha vez!" exclamou Mirosavljev, logo após a cerimônia de premiação.

O clima em Munique não o ajudou. Com a chuva, o vento e o frio tornaram tudo mais difícil. Mas o campeão sérvio sabe como enfrentá-lo, e tem sua própria teoria sobre como você deve lidar com o vento.

"Ontem o tempo estava ruim, e tivemos sombra durante todo o dia. Eu sou um especialista nesta técnica, e ela funciona muito bem para mim. Não havia muito vento, por isso durante as qualificações eu estava apenas tentando esperar o momento certo para atirar", disse. "Atirar na sombra funciona bem para mim. Mas eu acho que você não pode contar apenas com uma técnica. Eu fui me adaptando às condições. A maioria dos atiradores têm medo de fazê-lo. Eu também tinha, quando meu antigo treinador ainda estava comigo. Então eu comecei a treinar sozinho e descobri que este é o melhor caminho", concluiu.

O atleta sérvio levou a série de joelhos, com 155,5 pontos. Em seguida, foi o mais rápido na mudança para a posição deitado. Durante esta série, Mirosavljev aumentou sua vantagem em relação aos adversários de 0,6 ponto para 1,1 ponto, fechando a série com 311,1 pontos. 

Durante a série de pé, o campeão do mundo de 2002 Marcel Buerge, 41, da Suíça, alcançou-o por alguns décimos. Mas os últimos dez tiros viram a mesa. Buerge caiu após seu 44º tiro, quando marcou um 6,9 que o colocou em terceiro lugar com uma pontuação final de 441,6 pontos.

O tiro final foi ainda mais emocionante. Mirosavljev lançou um arrepiante 7.9. Seu adversário direto, o campeão do mundo de 2011, Ole Kristian Bryhn, da Noruega, 24, marcou um 10,8. Um grande tiro, mas não o suficiente para compensar a vantagem de 2,3 ponto de Mirosavljev. O campeão sérvio finalmente conseguiu sua muito merecida medalha de ouro em uma etapa da Copa do Mundo, com uma pontuação total de 454,5 pontos. Ao mesmo tempo, Bryhn ficou com a prata, com 453,9 pontos.

O cinco vezes atleta olímpico Artem Khadjibekov, 43, um dos atiradores de carabina mais experientes na disputa final, foi o primeiro a deixar a prova, após o 40º tiro, durante a série de pé. O campeão russo terminou em oitavo lugar, com 397,2 pontos. Juntamente com ele, o finalista mais jovem, Juho Kurki, 21, da Finlândia, finalizou a prova em sétimo, com 398,0 pontos.

Nicolas Schallenberger, 23 anos, da Alemanha, nunca tinha estado em uma final de Copa do Mundo ISSF antes. Ele deixou a prova em sexto lugar depois de marcar um frustrante 8,0 em seu 40º tiro, durante a posição em pé.

Marco De Nicolo, de 36 anos, da Itália, só havia participado de uma final desta prova duas vezes, em 1997 e 2005. Oito anos depois de sua última aparição, o atirador italiano ficou em quinto lugar, com 422,0 pontos.

A equipe francesa de carabina conquistou ótimos resultados nos últimos dias, com uma medalha de bronze vencida por Laurence Brize na prova feminina da Carabina 3 Posições e com a medalha de ouro conquistada por Mickael D'Halluin na Carabina Deitado. Ontem, outro atirador francês em uma final: Cyril Graff, 32 anos, que acabou em quarto, logo atrás dos medalhistas, com 432,7 pontos.

O melhor brasileiro na prova foi Bruno Lion Heck. Com 1157 pontos, ele ficou na 23ª posição. Cassio Rippel, com 1146, ficou em 52º.  

A Carabina 3 Posições masculino concluiu a terceira etapa da Copa do Mundo ISSF de Carabina e Pistola 2013, em Munique. A Copa do Mundo ISSF agora vai passar pelo Chipre, onde acontecerá a próxima etapa da Copa do Mundo ISSF de Tiro ao Prato, de 8 a 17 de junho.

Fonte: ISSF (traduzido e adaptado)

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...