7 de maio de 2013

Chinês de 17 anos conquista o ouro da Carabina de Ar 10m, prova de abertura da etapa da Copa do Mundo ISSF em Fort Benning

Haoran Yang - China - Carabina de Ar 10m - Copa do Mundo ISSF de Carabina e Pistola 2013

O primeiro pódio de ontem da Carabina de Ar provavelmente será marcado como um dos mais jovens pódios das Copas do Mundo ISSF, cuja média de idade dos medalhistas é, historicamente, de 21 anos.


Finalista mais jovem de ontem, Haoran Yang, de 17 anos, da China, venceu a prova da Carabina de Ar 10m, terminando no topo de um dos pódios mais jovens da história das Copas do Mundo ISSF.

Yang se mostrou em grande forma e deixou poucas chances para os seus adversários. Depois de se classificar em segundo lugar com 627,5 pontos (estabelecendo o novo recorde mundial Junior), o atirador chinês marcou 208,7 pontos, durante a final, terminando em primeiro lugar com mais de dois pontos de vantagem sobre os outros concorrentes.


Seus adversários sabiam que ele era um hábil atirador, tendo em vista que ele havia vencido o Campeonato Asiático 2012 com apenas 16 anos de idade. Mas ganhar uma medalha de ouro na Copa do Mundo ISSF, competindo contra alguns dos melhores atiradores de carabina do mundo, em sua primeira tentativa, com grande vantagem sobre os demais atiradores, superou todas as expectativas.

"Eu estava muito animado durante a final. Tem sido uma experiência nova. Estava pronto para o melhor, mas eu esperava ganhar o ouro na minha primeira tentativa", disse Yang após a final.

"Eu treino constantemente, cinco dias por semana, de manhã e à tarde. É um trabalho árduo, mas o resultado compensa", acrescentou.

"Eu gostaria de poder participar de mais competições da ISSF, no futuro, a fim de ganhar experiência e auto-confiança", completou o jovem atirador chinês.

A medalha de prata foi para o atirador casa, Dempster Christenson, 22, dos EUA, que disparou 206,4 pontos na final para subir ao segundo degrau do pódio. O jovem medalhista nunca havia participado de uma final da ISSF antes. Até ontem seu melhor resultado havia sido um 13º lugar em Munique, há três anos.

O que impulsionou seus resultados? Christenson fez isso se mudando para Colorado Springs, cidade sede do Centro de Treinamento Olímpico norte-americano, onde encontrou o melhor ambiente de formação possível.

"Isso permitiu me concentrar no que eu quero fazer neste esporte", disse o atleta de 22 anos, nativo de Dakota South. 

"Podendo atirar no Centro de Treinamento, tudo se abre, porque você não tem todas essas outras obrigações e você pode se concentrar totalmente naquilo que você quer fazer".

Christenson foi seguido pelo atual campeão europeu Sergey Richter, de Israel, de 24 anos, que conquistou o bronze com 184,5 pontos, depois de se qualificar para o jogo com 623,1 pontos.

Julian Justus, da Alemanha, terminou fora do pódio, deixando a prova em quarto lugar, com 162,1 pontos. Dois colegas russos, Nazar Louginets e Serguei Kruglov, seguiram em sexto e sétimo lugar, com 142,3 e 121,4 pontos, respectivamente.

O campeão húngaro Peter Sidi, que havia liderado as eliminatórias e estabeleceu um novo recorde mundial de 631,9 pontos, não apresentou o seu melhor na final. O quatro vezes campeão olímpico, de 34 anos, foi o primeiro a deixar a prova após os primeiros oito tiros, com uma pontuação final de 78,4 pontos.

Fonte: ISSF (traduzido e adaptado)

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...