25 de março de 2013

Campeão olímpico do Skeet volta ao topo na Copa do Mundo ISSF em Acapulco

Vincent Hancock (EUA) - Skeet - Copa do Mundo ISSF - Tiro ao Prato - Tiro EsportivoDuas vezes campeão olímpico, Vincent Hancock não perdeu a chance de pisar no pódio na primeira etapa da Copa do Mundo ISSF de Tiro ao Prato da temporada 2013. O atirador norte-americano a disputa pela medalha de ouro do Skeet para homens, superando Michael Gilligan, da Grã-Bretanha, por 15 a 13.



Vincent Hancock (EUA), 24 anos, conquistou no sábado o primeiro lugar no Skeet da primeira etapa da Copa do Mundo ISSF de Tiro ao Prato do ano, realizada em Acapulco, no México, que aconteceu entre os dias 15 e 23 de março. O atirador americano começou a trilhar o caminho para o ouro desde as rodadas de qualificação. Ele passou pelas eliminatórias quebrando 123 pratos, fixando o novo recorde mundial para o evento de Skeet, já que os registros antigos foram cancelados no início deste ano após as mudanças nas regras.

Em seguida, nas semi-finais, Hancock limpou a rodada com uma pontuação perfeita de 16 acertos em 16 tentativas, quebrando todos os pratos com seu estilo habitual, rápido e afiado.

A disputa da medalha de ouro começou com um pouco de emoção, quando Hancock errou seu primeiro alvo. Mas a partir de então Vincent acertou tudo até o último duplo na estação quatro. Sem chances de Gilligan, 24, cuja melhor colocação antes da prova tinha sido um 106º lugar na etapa da Copa do Mundo ISSF de 2011, em Maribor. Ficando em segundo lugar, garantiu a primeira medalha em Copas do Mundo de sua carreira, com 13 acertos na disputa pela medalha de ouro, 15 na semi-final, e 119 nas qualificações.

Hancock disse: "É ótimo. Eu tenho trabalhado muito ultimamente para estruturar minha academia de tiro e não tive muito tempo para treinar antes da prova. Então, eu estou extremamente feliz com o resultado".

"Meu objetivo é claro. Após os Jogos de 2008 eu estive perto de parar de atirar. A motivação para continuar estava faltando. Mas agora, depois de ganhar Jogos de Londres, eu defini claramente meu objetivo: o Rio 2016 é minha mira".

Em seguida, perguntado sobre os planos de longo prazo, Hancock não hesitou: "Bem, eu acho que 2020 não é muito longe, não é? Eu terei só 31, então. "

A medalha de bronze foi para os Emirados Árabes Unidos. Said Bin Futtais, de 39 anos, superou o norte-americano Jon McGrath, 20 anos, por 15 a 14 na disputa da medalha de bronze, garantindo uma medalha ISSF pela primeira vez.

Os italianos Luigi Lodde, 32, e Giancarlo Tazza, 24, ficaram em quinto e sexto, fechando a semi-final com 14 e 12 acertos, respectivamente. Na manhã de sábado, Tazza havia estabelecido o novo recorde mundial, quando terminou empatado com Hancock no topo do ranking de qualificação com 123 pratos quebrados.


Fonte: ISSF (traduzido e adaptado)

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...