19 de outubro de 2012

Metodologia de Treinamento em Seco para as Modalidades de Precisão - Final

Posição do alvo de treino - Tiro Esportivo
Tendo em vista que na sexta-feira passada não publicamos, como prometido, a terceira parte do artigo Metodologia de Treinamento em Seco para as Modalidades de Precisão de autoria do medalhista pan-americano e técnico de Tiro Esportivo Silvio Aguiar, vamos publicar hoje os quatro últimos exercícios restantes.

A primeira parte do artigo, que contém as instruções gerais para o treino, foi publicada no dia 05/10: Metodologia de Treinamento em Seco para as Modalidades de Precisão - parte 1.

Bons treinos.


4º Exercício – Eliminação do Erro Vertical

Alvo: Linha Horizontal
Repetições: 10
Objetivo: manter o tônus muscular do punho, a pressão constante dos músculos da mão, e o consequente alinhamento da figura de visada sem alteração do alinhamento vertical da massa.
Execução:
- Acerte a posição exterior em relação à linha horizontal;
- Estabilize o seu corpo, plantando os pés no chão;
- Levante a arma com os olhos abertos, elevando o braço a +/- 130o, alinhe a figura de visada no ponto alto e desça o braço até que o topo da massa e as bordas superiores da alça fiquem abaixo e tangente à linha horizontal;
- Realize o disparo em seco, com 100% da atenção na manutenção do tônus muscular do punho e o alinhamento da figura de visada com o topo da massa e das laterais da alça tangenciando a linha horizontal;
- Faça o follow through um pouco mais prolongado (+/- 1 seg.);
- Descanse 20 seg. entre cada repetição.


5º Exercício – Eliminação do Erro Horizontal

Alvo: Dupla Linha Vertical
Repetições: 10
Objetivo: manter o tônus muscular do punho, a pressão constante dos músculos da mão, e o consequente alinhamento da figura de visada sem alteração do alinhamento horizontal da massa.
Execução:
- Acerte a posição exterior em relação ao espaço entre as linhas verticais;
- Estabilize o seu corpo, plantando os pés no chão;
- Levante a arma com os olhos abertos, elevando o braço a +/- 130o, alinhe a figura de visada no ponto alto e desça o braço até que a figura de visada se encaixe nas linhas verticais mantendo a massa entre as duas linhas;
- Realize o disparo em seco, com 100% da atenção na manutenção do tônus muscular do punho e o alinhamento da figura de visada, mantendo a massa entre as duas linhas verticais;
- Faça o follow through um pouco mais prolongado;
- Descanse 20 seg. entre cada repetição.

6º Exercício – Eliminação dos Erros Vertical e Horizontal com Manutenção da Imobilidade da Posição

Alvo: Cruz
Repetições: 20
Objetivo: Aprimorar a capacidade de realizar o disparo mantendo o corpo imóvel, a constância do tônus muscular do punho e da mão, bem como a flexão de acionamento ininterrupta e independente.
Execução:
- Acerte a posição exterior em relação à cruz;
- Estabilize o seu corpo, plantando os pés no chão;
- Levante a arma com os olhos abertos, elevando o braço a +/- 130o, alinhe a figura de visada no ponto alto e desça o braço até que a figura de visada se encaixe na cruz, com o topo da massa e das laterais da alça tangenciando a linha horizontal e a linha vertical no meio da massa;
- Realize o disparo em seco, com 50% da atenção na manutenção do tônus muscular do punho e o alinhamento da figura de visada, e 50% no acionamento correto;
- Faça o follow through um pouco mais prolongado;
- Descanse 20 seg. entre cada repetição.

7º Exercício – Processo de Olhos Fechados

Alvo: Cruz ou Ponto
Repetições: 20
Objetivo: Aprimorar a percepção cinestésica do gestual de disparo, desde a elevação do braço até o termino do follow through.
Execução:
- Acerte a posição exterior em relação à cruz;
- Estabilize o seu corpo, plantando os pés no chão;
- Feche os olhos e realize todo o processo de disparo de olhos fechados.
- Ao terminar o follow through, abra os olhos e confira a posição da figura de visada em relação à cruz ou ponto.
- Descanse 20 seg. entre cada repetição.

Ao todo foram realizados 105 disparos em seco. Treinamos todos os fundamentos do Tiro Certo, em seco, em casa, economizando munição e tempo de deslocamento para o estande.

Essa sequência também é uma opção para iniciar o treino técnico no estande, incluindo, após as sete fases, exercícios de tiros reais no alvo branco e normal.

É sempre importante lembrar que o tiro em seco é a melhor escola para aprimorar os fundamentos técnicos. Sem a busca do “resultado” no alvo, o atleta mantém 100% da sua atenção na execução correta do exercício, sem ser distraído pelo “valor” numérico do disparo. O principal “valor” passa a ser a realização tecnicamente correta da tarefa que está executando. É a única forma de desenvolver o prazer em fazer o disparo tecnicamente certo.

Não temos como treinar “ponto”.  Podemos apenas treinar a técnica. Você não tem como levar os pontos do treino para a competição, a técnica sim. O ponto, sem dúvida é o que lhe dará a medalha, mas este será sempre uma consequência da técnica treinada e realizada.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...